Camila Castro- Dinâmica das agências digitais

Spread the love

As agências digitais tem se estruturado da seguinte maneira: planejamento (realiza o planejamento de uma campanha de marketing digital, assim como também , auxilia na delimitação de como o cliente pode atingir seus objetivos e metas); atendimento (por meio do atendimento o cliente se relaciona com a agência digital, é a área que cria juntamente com o cliente o briefing e realiza o envio das demandas); criação (responsável pela conversão de ideia em layouts que traduzam o que o cliente deseja transmitir); tecnologia (realiza aquilo que foi planejado e criado) e mídia (geri a divulgação dos clientes nos canais).

A agência digital que leva em consideração o modelo Inboud Sales, por sua vez, tem como base o entendimento do cliente, ou seja, a compreensão do problema do cliente, suas necessidades, sua concorrência, o seu cliente, o posicionamento de sua empresa no mercado, entre outros, pois, dessa maneira, será possível a criação de uma estratégia de qualidade, eficiência e eficácia, que se desdobrará no conteúdo, mídia e na análise continuada dos dados e do desempenho.

O Panorama das Agências Digitais (ROCK CONTENT e RESULTADOS DIGITAIS, 2017), realizou uma pesquisa com 1222 representantes de agências em todo Brasil, entre agosto e setembro de 2016, sendo que do total de empresas cerca de 91,3% (1116 pessoas) prestam serviços de marketing digital, sendo 54,5% sócios das empresas.Entre os dados coletados, observou-se que a coleta de novos clientes cabe de maneira integral aos sócios em cerca de 70,5% dos casos, sendo que esses clientes são captados, em sua maioria, por meio de indicação de outros clientes, de parceiros, por prospecção ativa e pela compra de mídia (Google Adwords, Facebook Ads.). Um dado interessante a se observar na pesquisa é que 52,3% dos entrevistados não adotam um modelo de vendas, mas os que adotam um modelo de vendas (Inboud Sales, Outbound Sales, Field Sales ou Inside Sales) , realizaram isso devido a oferta de serviços digitais exigirem um alinhamento dos anseios e expectativas entre cliente e a agência.

O modelo Inboud Sales, de acordo com o Panorama das Agências Digitais (ROCK CONTENT e RESULTADOS DIGITAIS, 2017), auxilia a agência a manter-se focada em criar um modo próprio de captação de clientela, além de considerar que o cliente não sabe todos os elementos para concluir a venda ou que precisa do serviço da agência. Nesse sentido, o uso do modelo Inboud Sales e Inboud Marketing motiva a agência a compreender o processo de vendas, considerando pontos de relevância como o reconhecimento do problema, a formulação de uma solução e a avaliação e a compra. Sendo que dessa forma “a agência tende a ganhar oportunidades de negócios mais qualificadas e evita gastar o tempo dos vendedores com clientes que ainda não estão preparados para o momento da compra.” (ROCK CONTENT e RESULTADOS DIGITAIS, 2017, p.16).

O uso de indicadores são um meio de acompanhar e de avaliar como tem sido o desempenho das estratégias digitais, sendo que por meio da análise desses indicadores a tomada de decisões é facilitada e as estratégias podem ser alinhadas. Entre os KPIs utilizados pelas empresas de acordo com o Panorama das Agências Digitais (ROCK CONTENT e RESULTADOS DIGITAIS, 2017), estão compreendidos: tráfego orgânico (61,2%), tráfego vindo de mídias sociais (52,19%), vendas (42,4%), conversores em leads (41,4%), taxa de conversão (32,2%), cliques em anúncios (29,5%), custo por lead (22,6%) e custo por aquisição do cliente (17,6%). Contudo, o uso dos KIPs e sua análise deve estar relacionada a etapa da venda para que os indicadores tenham uma boa utilização e possam ser relevantes para a elaboração de estratégias mais efetivas e proporcionem conhecimento sobre os resultados e as melhorias.

Entende-se, ainda, que a dinâmica das agências digitais envolve considerações acerca da apresentação de uma campanha de qualidade para o cliente, considerando as necessidades, objetivos, metas, características do negócio, entre outros detalhes que levarão ao sucesso da campanha. A postura do profissional é fundamental nesse processo a fim de evitar os erros comuns e de levar em consideração o orçamento e o tempo disponibilizado pelo cliente. Uma apresentação de campanha deve ser capaz de convencer o clientes que a solução que a agência encontrou é a melhor e que mais se adéqua para solucionar o problema delimitado, para tanto o profissional deverá ser capaz de planejar (pesquisar informações relevantes), comunicar (com liderança e simpatia) e de avaliar (com sensibilidade e abertura para o diálogo). Entre os requisitos necessários estão: capacidade de argumentação e de convencimento, conhecer e adequar o orçamento da campanha, embasar as ideias de forma a demonstrar conhecimento.

Além dos itens acima citados, a dinâmica de uma agência digital depende em muito de um recurso: as pessoas. Um dos maiores e principais recursos das empresas hoje são as pessoas. Os empregados são grandes responsáveis pelo êxito empresarial, sendo assim, o chamado capital humano carece de investimento e incentivos (Odebrech e Pedroso, 2010). Um dos questionamentos profissionais que se faz em relação à contratação de pessoal para as agências digitais é em relação a generalização ou especialização. Questiona-se qual o perfil mais adequado para o desempenho de funções. O generalista acaba por ser capaz de compreender uma gama de assuntos de maneira básica, enquanto que o especialista compreende de um assunto específico, mas de maneira mais aprofundada, ou seja, é capaz de resolver questões mais complexas. Contudo, destaca-se que a necessidade do mercado e das empresas é de um profissional que possa se adaptar, sendo flexível atendendo as demandas da empresa.

Pode-se concluir que a dinâmica de uma agência digital abrange o bom uso dos indicadores de desempenho, para que assim possam ser alinhadas as estratégias com os objetivos e metas, além disso, um planejamento criativo e um briefing realizado de maneira eficiente fazem com que a agência tenha as informações corretas e necessárias para que a criação aconteça de maneira bem sucedida e transmita tudo o que o cliente idealizou, ainda conclui-se que a implementação de um modelo de vendas, como o Inboud Sales faz com que haja uma otimização das vendas, dessa maneira ocorrem menos cancelamentos e são diminuídos os custos com a captação de clientes.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ODEBRECH, T. A. C.; PEDROSO, R. Qualidade de Vida no Trabalho: Diferentes percepções de um mesmo processo. Revista Olhar Científico – Faculdades Associadas de Ariquemes – V. 01, n.1, Ago./Dez. 2010

ROCK CONTENT, RESULTADOS DIGITAIS. Panorama agência digitais Brasil 2017. 2017. Disponível em<https://d335luupugsy2.cloudfront.net/cms%2Ffiles%2F2%2F1477944271Panorama+das+Ag%C3%AAncias+Digitais+2017_.pdf> Acesso em 21 de jul.2017.

 

 

Camila Castro

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *